quinta-feira, 27 de maio de 2010

AMO-TE SEM PRECONCEITOS ®





Amar como se fosse parva, inconsequente
Dar de mim, sem lembrar o quanto dura
Receber sem julgar, como se nunca me doesse
Acreditar que nenhum irá remodelar esse sentimento e dar-lhe ares de valor, que todas as acções justifica, que tudo dita
Amar que nem tábua rasa, disposta a ser inscrita
Amar com os erros mais crassos, com a ignorância dos catraios, que põem o coração na fogueira e sofrem como se não houvesse amanhã
Não racionalizar
Amar sem confronto
Sem pôr em causa
E não me arrepender…


AMO-TE SEM PRECONCEITOS ® - é uma marca registada, o autor pensava noutros preconceitos, bem mais crueis e profundos do que estes de que falo.
Vi, e a reacção foi quase “pavloviana”, eu quero : AMAR SEM PRECONCEITOS.
A base do preconceito é uma generalização superficial, condena por antecipação, e tem um sintoma camuflado: o medo.
AMO-TE SEM MEDO.

5 comentários:

  1. amar, só assim vale a pena!

    belo texto...

    Beijo grande

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Quando as pessoas estiverem prontas para isso...

    ResponderEliminar
  4. beijos kapikua

    eu bem sei Mamma Mia

    Cat: estou-me a preparar ;-) ...beijos

    ResponderEliminar